segunda-feira, 20 de julho de 2015

SObre a inveja nossa de cada dia...

"A inveja é tão vil e vergonhosa que ninguém se atreve a confessá-la". Ramon Cajál

Como muitos sabem, o autor desse Blog é músico nas horas em que pode. Recentemente, resolvi vender uma peça do meu instrumento que eu nunca havia usado e também não tinha planos de usar futuramente. De inicio, trocar por algo do meu interesse ou mesmo vender me pareceu uma boa ideia. Anunciei num desses sites de classificados e vendi rapidamente. Até aqui tudo bem, o problema é que o comprador, procurando não ser enganado me adicionou  no facebook, para que a negociação tivesse mais segurança. Até aqui, tudo bem. O problema foi quando a mercadoria chegou até ele. A pessoa postou uma foto da nova aquisição, elogiando a qualidade do produto e gabando-se de ter pago um preço interessante, estava feliz da vida... Foi o bastante para que no mesmo instante a peça vendida me fizesse a maior falta!
Esse "causo" real que divido com vocês ilustra o quanto a felicidade alheia pode nos incomodar. A força motriz de tal incomodo está na inveja, esse sentimento tão complexo e indigno. 
A palestra do prof. Leandro Karnal, que hoje sugiro, explora de maneira brilhante as variantes do tema. Vale a pena conferir!


Nenhum comentário:

Postar um comentário